Início Política ‘Nunca teremos unanimidade nesse texto’, diz Lira sobre reforma do Imposto de...

‘Nunca teremos unanimidade nesse texto’, diz Lira sobre reforma do Imposto de Renda

40
0

Em meio às tentativas de negociações para votar a  reforma  que altera as regras do  Imposto de Renda , o presidente da  Câmara dos Deputados ,  Arthur Lira  (PP-AL), admitiu que será difícil uma convergência total das posições do governo federal de estados e municípios e dos setores empresariais e industriais. Ainda assim, ele acha que a votação não é impossível, apesar de difícil.

“Existem problemas, é um texto que tem interesses que se movem como placas tectônicas em sentidos opostos. […] Mas se houver convergência suficiente, votaremos esse texto. Nunca teremos unanimidade nesse texto”, disse em participação virtual em evento da XP Investimentos, nesta terça-feira (24).

Lira destacou que as negociações ainda estão sendo feitas, mas que para alguns setores, “não importa a reforma feita, nenhuma vai agradar”.

Além de pelo menos um dos capítulos da reforma tributária, o presidente da Casa também espera avançar com a votação da reforma administrativa entre agosto e setembro. A expectativa é que o relator da proposta, deputado Arthur Maia (DEM-BA), entregue seu parecer ainda nesta semana.

“Nenhum servidor terá seu direito adquirido mexido, agora não pode querer não mexer nas regras para quem ainda entrará no serviço público”, defendeu Lira.

Para Lira, vencidas as votações da agenda de reformas econômicas, o Congresso poderá iniciar uma discussão mais focada em pautas ambientais presentes em demais países. “Esperamos ter ajuda de todos que trabalham com a redução da geração de carbono, por exemplo. Se conseguirmos antes da COP 26 aprovar esse tema na Câmara e Senado, acho que será um grande passo que o Congresso poderá dar para o Brasil”, defendeu.

“São pautas como essa que pretendemos tocar daqui pra frente, resolvendo questões essenciais para o povo brasileiro, além de uma pauta social ampla, de combate à fome, combate à miséria”, completou.

Artigo anteriorBoca do Acre (AM) vai receber R$ 2,96 milhões para ações de combate a enchentes
Próximo artigoHipertensão: mais de 700 milhões de pessoas não tratam a doença no mundo, diz OMS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui