Início Uncategorized Vidro no pulmão especialista explica doença contraída por Zé Neto

Vidro no pulmão especialista explica doença contraída por Zé Neto

180
0

O cantor sertanejo Zé Neto, da dupla com Cristiano, foi diagnosticado com uma doença pulmonar que ele atribui ao uso de cigarro eletrônico.

Segundo a assessoria de imprensa do cantor, Zé Neto apresenta “foco de vidro no pulmão”, que causa falta de ar para cantar.

O sertanejo teve uma alteração na tomografia chamada de vidro fosco. O g1 conversou com o médico pneumologista Rafael Musolino, de São José do Rio Preto (SP), que explicou sobre suas possíveis causas, o diagnóstico e os sintomas.

“Vidro fosco é uma alteração vista na tomografia de tórax. É uma alteração que aparece secundária a alguma inflamação pulmonar. Ela pode ser causada por uma infecção, como a Covid, e pode ser secundária a alguma agressão ao pulmão, como o uso do cigarro eletrônico”, explica.
Pneumologista alerta sobre riscos do uso do cigarro eletrônico

Segundo o especialista, o tratamento da doença depende da causa. No caso do cantor Zé Neto, ele atribuiu o foco de vidro ao uso de cigarro eletrônico, de acordo com um vídeo publicado nas redes sociais na madrugada de quarta-feira (22) (veja abaixo).

“De maneira geral o cigarro eletrônico contém nicotina e outras substâncias na sua composição. O uso excessivo no curto prazo pode causar inflamação pulmonar. A longo prazo pode causar asma, bronquite, inflamação. Existem algumas substâncias, como metais pesados, que podem aumentar o risco de câncer”, afirma.

O pneumologista afirma que o usuário pode desenvolver o vício e apresentar tosse, cansaço e dificuldade para respirar. Também é possível que desenvolva pneumonite, asma e bronquite.

“Possivelmente até câncer, no caso do uso a longo prazo. Mas não se tem uma certeza ainda, já que a droga é nova.”
Zé Neto, da dupla com Cristiano, alerta sobre uso de cigarro eletrônico

Zé Neto, da dupla com Cristiano, alerta sobre uso de cigarro eletrônico

Apesar do diagnóstico, a assessoria de imprensa do cantor afirmou que o caso dele não é grave e nenhum show precisou ser adiado ou cancelado.

“Está tudo bem e realmente passei por problema sério no pulmão devido ao cigarro eletrônico. Quem mexe com essa bosta, para com isso porque faz mal. Obrigada por quem rezou por mim, desejaram coisas boas por mim. Está tudo bem”, disse o cantor na internet.

Venda proibida

Os Dispositivos Eletrônicos para Fumar (DEFs), nome técnico dado aos cigarros eletrônicos, têm a venda proibida no Brasil desde 2009. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), desde então o cigarro eletrônico tem sido objeto de estudos para que seja medido seu impacto à saúde. “Até o momento, ainda restam incertezas e controversas relativas ao uso e aos riscos atribuídos a esses dispositivos”, diz o órgão.

Em junho de 2020, Zé Neto testou positivo para a doença. Ele fez teste de coronavírus no Hospital de Base de Rio Preto, após apresentar tosse, espirro e febre.

Durante o isolamento, Zé Neto publicou um vídeo nas redes sociais agradecendo pelo apoio que recebeu e pediu para que as pessoas respeitassem as orientações de prevenção à doença (veja o vídeo acima).

O parceiro de palco, Cristiano, também teve a confirmação para a doença, mas em 21 de março deste ano. Ele precisou ser internado no Hospital de Base para o tratamento e recebeu alta no dia 27 do mesmo mês.

Artigo anteriorTodos os Cursos com 50% de Desconto
Próximo artigoAM registra cinco novos casos suspeitos de doença da urina preta nos últimos 14 dias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui